sexta-feira, 29 de novembro de 2013

VESTIBULAR DA FAI ATRAI CANDIDATOS DE DIFERENTES CIDADES DA REGIÃO

Jovens vestibulandos vindos de toda região lotaram as salas de aula da FAI no último sábado, na disputa por uma das vagas oferecidas nos cursos de Administração, Sistemas de Informação e Pedagogia. Além da FAI, as provas foram realizadas também em Pouso Alegre e Itajubá, para atender os candidatos que residem mais próximos dessas duas cidades.
Equipe FAI recepciona candidatos do Vestibular.
Meninos ainda, a maioria sem completar 18 anos, eles chegam com seus pais, com amigos, ou mesmo sozinhos, mas todos têm em comum a busca de um sonho e de um futuro promissor. O nervosismo da prova, comum a qualquer vestibulando, é recompensado com o resultado e a confirmação da aprovação. Para aqueles que não veem seu nome na lista, o sentimento é de tristeza, decepção e frustração, mas fica a experiência que, com certeza, dará mais confiança numa próxima vez.
O sorriso no rosto na saída é também a marca do alívio por um trabalho concluído e, possivelmente bem feito. Melhor ainda é ouvir sobre o que eles querem e descobrir que a FAI faz parte dos seus sonhos, como no caso da candidataLilian Leandra Raimundo:
  “Como todas as pessoas, eu não seria diferente ao ter sonhos, e o que seria o meu? Fazer uma faculdade que eu gosto, que é Administração. Escolhi a FAI pois é uma Instituição de ensino reconhecida,com profissionais qualificados, pessoas que estão sempre ali, à disposição para ajudá-lo. Minha expectativa com este curso é ter conhecimento para atuar na área que eu gosto, tendo um diferencial, reconhecimento. Conseguindo passar no vestibular seria um sonho realizado, pois tenho objetivos e sonhos a serem realizados e não vou desistir do que eu quero, apesar das circunstâncias que temos na vida, dificuldades não vou desistir dos meus objetivos”.
Interessante também é saber da percepção de um professor que, desde 1974, trabalha nos vestibulares da FAI e que tem um diagnóstico sobre as mudanças ocorridas ao longo desses anos que tem trazido maiores dificuldades para os candidatos. De acordo com o professor Paulo Renato, é perceptível as diferenças entre o jovem de hoje e o jovem do passado. A tecnologia, a Internet, tem ajudado a desenvolver o raciocínio lógico, que está mais rápido, enquanto que se observa uma menor capacidade de leitura e interpretação. Nas palavras do professor: “nós temos vários tipos de inteligência e algumas delas têm sido prejudicadas, principalmente a capacidade de abstração e de interpretação de textos”.
A lista dos aprovados já está publicada no site da FAI e os novos alunos que iniciarão seus estudos em 2014 já estão fazendo suas matrículas. Uma segunda chance será dada em janeiro para aqueles que não conseguiram participar do vestibular de novembro: o VESTIBULAR DE VERÃO DA FAI será realizado no dia 25 de janeiro e as inscrições estarão abertas a partir de 9 de dezembro.

Artista da Rua da Pedra recebe homenagem neste sábado

Uma artista plástica que mora na rua Antônio Telles, a conhecida “Rua da Pedra” em Santa Rita do Sapucaí (MG), acorda quase todos dias bem cedinho. No alpendre da casa, observa o movimento da rua. Nada escapa ao seu olhar. O preenchem os pássaros, os carros que passam na rua, as pessoas que passeiam pelos passeios. De suas cores e de suas tintas, reflete o dia-a-dia nos seus trabalhos, muitas “telas” em círculos de isopor que já se contam bem mais de 100. Neste sábado, ela recebe uma justa homenagem, o Prêmio/Incentivo Superação Através da Arte, oferecido pela Alca – Academia de Letras, Ciências e Artes de Santa Rita do Sapucaí.
 
Ela tem 35 anos e chama-se Patrícia Magalhães Martins. Ela também sonha, e muitos sonhos já pararam em seus quadros. Seu sonho mais bonito começou em 2007, quando começou a pintar. Incentivada por sua fisioterapeuta, Cláudia Garcez, deu continuidade nas aquarelas a já bonita trajetória de sua vida. "O que você mais gosta de fazer?", perguntou Cláudia a Patrícia. “Pintar”, foi a resposta imediata. A fisioterapeuta relata que o processo foi um “despertar de uma vida”.  “Aos poucos foram surgindo os primeiros traços, letras e cores... e foi um verdadeiro despertar de vida. A Patrícia é uma pessoa que pode servir de exemplo para muitas outras pessoas, pois ela com o seu mínimo, faz o seu máximo. Ela desenvolveu a sua própria habilidade com o pincel e a sua boca, realizando novos desenhos que chegavam no seu pensamento, sem nunca ter aprendido nenhuma técnica. São pessoas como a Patrícia, que possuem um espírito de superação, de acreditar na vida e no seu potencial, que todos nós podemos nos espelhar, olhando a vida de forma verdadeira, valorizando o que tem que ser valorizado e agradecer mais do que reclamar”, comenta a fisioterapeuta.  

Patrícia estudou na Apae até os 18 anos e sempre foi muito alegre. Ela passa o tempo pintando, produz dezenas de obras todos os dias. Seus quadros preferidos são as orquídeas que reproduz. Além do que vê na Rua da Pedra, retrata também seus programas prediletos de tevê, seus sonhos, os cachorrinhos da casa. Lúcia Helena Magalhães, sua mãe, tem muito orgulho da filha artista. “Fico muito feliz, o povo só a elogia”, diz a mãe. Além dos quadros, Patrícia escreve cartões de Natal para amigos e parentes. As encomendas deste ano já começaram, pincéis em atividades e tintas que não acabam mais. 

O cartunista e escritor Victor Hugo Neira Muñoz, membro da Academia de Letras, morou por muitos anos na Rua da Pedra e sempre prestou atenção na moça que pintava no alpendre. “Morava na Rua da Pedra e de repente percebi que havia uma menina que ouvia música e ficava pintando. Prestei mais atenção e percebi que, além de ser cadeirante, tinha uma deficiência motora. Achei extraordinário o fato desta menina com todas as dificuldades fazendo pinturas com o pincel na boca. Pensei: quanta gente, ao menor percalço, pensa que o mundo está acabando. E quanta gente não faz nada e arranja desculpa para não fazer. Ela merece um reconhecimento”. 

O reconhecimento foi referendado por unanimidade na última reunião da Alca, em outubro. Patrícia receberá o Prêmio/Incentivo Superação Através da Arte 2013, decidiram todos os Acadêmicos presentes àquela reunião. A cerimônia acontece neste sábado (30) no Auditório Aureliano Chaves no Inatel – Instituto Nacional de Telecomunicações. Às 18h estarão lá amigos, parentes e todos que gostam desta artista tão produtiva e criativa.

Texto e fotos: Evandro Carvalho, Alca.

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

População promove Campanha de Conscientização no Trânsito

O famoso Marketing de Guerrilha.

Alunos optam pela ETE FMC para driblar a concorrência no mercado de trabalho

Inscrições para o Processo Seletivo da ETE continuam. Exames acontecem dia 7 de dezembro.
Há poucos dias do encerramento das inscrições para o Processo Seletivo que definirá as novas turmas da ETE FMC, um bom número de alunos têm optado pela escola de eletrônica mais tradicional da América Latina. As razões que os levarão a se matricular são bem diversas e mostram um novo perfil profissional no mercado de tecnologia. Segundo ressaltou o coordenador do curso técnico, Eduardo Abranches, “Muitos alunos já trabalham nas empresas da cidade e buscam novas oportunidades. Outros inscritos querem se aventurar nas incontáveis vagas oferecidas para técnicos no Brasil e no exterior. Uma boa quantidade de alunos visa uma melhor preparação para a faculdade. Há também aqueles que querem ser empresários ou que optam apenas pelo curso médio para trilhar em outras áreas do conhecimento.”

Uma tendência muito forte está na preparação de profissionais para atuar em diversas empresas de renome que vêm à escola recrutar técnicos, antes mesmo de se formarem. “É uma maneira de cortar a fila do mercado de trabalho e encontrar oportunidades nas melhores empresas” – define Abranches.

Com o aumento da exploração de petróleo, diversos alunos têm sido contratados para trabalhar em plataformas do Brasil e do Oriente Médio. No último ano, empresas do setor estiveram na ETE FMC em busca dos melhores profissionais e muitos saíram da escola empregados.

Outro fator preponderante para a geração de oportunidades está na política adotada pela instituição para se conectar às tendências tecnológicas globais. Prova disso, foram as invenções desenvolvidas pelos alunos envolvendo aplicativos para celular, games e robôs. “Nossa intenção é transformar o passatempo do aluno em uma profissão. Para isso, damos todo o suporte para que ele consiga aplicar as ferramentas que mais gosta em soluções promissoras para o mercado de tecnologia.”

Segundo informou Abranches, alunos que estão cursando o Médio em outras escolas podem se matricular – simultaneamente – no Curso Técnico Noturno da ETE. Há também a possibilidade dos alunos que já cursaram o médio realizarem apenas o técnico à noite, com duração de  dois anos. A opção mais procurada, entretanto, tem sido o tradicional curso diurno que reúne técnico e médio.

O Processo Seletivo ETE FMC 2014 acontecerá no dia 7 de dezembro e as inscrições podem ser feitas na própria escola ou através do site etefmc.com.br.

"A inovação só vai ocorrer na hora em que as pessoas conhecerem diversos aspectos da vida humana".

O PE-ET - Polo de Excelência de Eletrônica e Telecomunicações entrevistou neste mês de novembro o professor Wander Wilson Chaves, vice-prefeito municipal de Santa Rita do Sapucaí (MG), o Vale da Eletrônica, e secretário municipal de ciência e tecnologia, indústria e comércio. Wander falou sobre o programa "Cidade Criativa Cidade Feliz", ocorrido semana passada. Ex-aluno da ETE-FMC - Escola Técnica de Eletrônica Francisco Moreira da Costa e ex-aluno e diretor do Inatel - Instituto Nacional de Telecomunicações, Wander foi um dos organizadores do programa. Ele falou sobre as expectativas deste projeto (a entrevista foi concedida antes do evento), sobre a interação entre ciência e as artes e do que é possível fazer para a qualidade de vida de todo e qualquer cidadão.


PE-ET - De onde ou de quem surgiu a iniciativa do programa "Cidade Criativa Cidade Feliz"? A que demanda (e qual o volume dela) ele responde?

Wander Wilson Chaves - Nós reunimos em torno de 15 instituições de nossa cidade, de forma representativa seria o poder público e a sociedade civil organizada, para um desenvolvimento com qualidade de vida para nossa cidade. Este evento, depois de discussão, diálogo, debate e de reflexões, optamos por um evento que estamos denominando Festival de Criatividade e Inovação porque é algo muito peculiar no ponto de vista de sinalizar o desenvolvimento que as cidades do mundo hoje precisam ter, não só Santa Rita. Essa demanda ela advém de que, no caso de Santa Rita do Sapucaí, nós temos uma competência muito grande estruturada no aspecto da agropecuária, no aspecto da educação particularmente tecnológica, no aspecto da cultura, no aspecto da ciência e da tecnologia. Ao propor um evento desta natureza, poderemos dar o primeiro passo para caminhar em direção a um movimento existente chamado "cidade criativa".

PE-ET - Crítica recorrente é de que o Vale da Eletrônica aspira tecnologia, inovação, vanguarda, em detrimento às manifestações artísticas/culturais. A ciência subjuga a arte em Santa Rita do Sapucaí?

Wander - Na realidade elas trabalham de forma isolada e no mundo de hoje, o mundo contemporâneo, é necessário unir estas duas coisas. Os conceitos de cidade criativa que existem no mundo hoje, os principais conceitos, são dois. O conceito americano trabalha as cidades fortemente baseado em cidade tecnológica, em talento (portanto, a educação é peça fundamental) e tolerância. Porque numa cidade você reúne pessoas com diversos interesses e se você não tiver este equilíbrio, este respeito entre elas, fica complicada a sobrevivência num espaço curto com tantas pessoas assim. Já o conceito europeu, que me agrada mais, trabalha três pilares de desenvolvimento que são a cultura, a conexão (conexão no sentido de dialogar diversas culturas para eventualmente criar uma nova cultura adequada ao mundo contemporâneo, à sobrevivência e a qualidade de vida dos munícipes) e a inovação. Não existe separação entre as coisas mais. Aliás, mesmo no campo da ciência e da tecnologia, em qualquer área, a inovação só vai ocorrer na hora em que as pessoas conhecerem diversos aspectos da vida humana. É isso que vai desenvolver nas pessoas a capacidade de imaginar e de criar coisas novas. Então, a proposta é fortalecer todas as áreas e fazer uma conexão para que exista uma inovação e por conseguinte, além de resolver problemas da cidade, ao mesmo tempo possamos criar um movimento de desenvolvimento mais adequado para o momento que vivemos hoje.

PE-ET - "Cidade Criativa Cidade Feliz" é um programa com agenda ampla e que procura atender diferentes expectativas. A ideia deste grande evento propõe remodelar o calendário de eventos da cidade, até então com datas pontuais e desarticuladas?

Wander - Ele não tem a pretensão de simplesmente coibir as manifestações individuais. Pelo contrário, quando mais manifestações individuais tivermos melhor, no campo da ciência, no campo da cultura, no campo da educação. Mas ele propõe ser um momento onde possamos unir estas áreas todas, refletir, debater e criar caminhos diferenciados para o desenvolvimento da cidade.

PE-ET - Pela primeira vez o poder público constituído, instituições privadas e lideranças de Santa Rita do Sapucaí se articulam em conjunto para oferecer à sociedade sua gama de experiências e aprendizado. Finalmente chegou-se a um bom termo de que o bem estar social e a qualidade de vida no município são responsabilidades de todos?

Wander - Bom, eu não sei se é a primeira vez. O movimento do Vale da Eletrônica teve uma participação muito forte entre o meio acadêmico, o meio empresarial e o poder público à época - nosso saudoso prefeito Paulo Frederico Toledo - foi um momento de união [meados da década de 1980]. De lá para cá, cada um tomou, embora a união exista, sua energia naquilo que precisa ser feito e de fato este é um momento onde fica claro, absolutamente claro, que se não tivermos um arranjo de cooperação entre a sociedade civil e o poder público, fica muito difícil propormos soluções inovadoras e criativas para resolver os problemas da cidade. Mas, mais do que isso, fica difícil você saber que caminho trilhar para o futuro num mundo contemporâneo extremamente competitivo com desafios jamais enfrentados na história da humanidade. O cuidar da cidade é responsabilidade de todos sim. Não é só o poder público ou a sociedade civil. É necessário ter esta compreensão de que cuidar da cidade, em diversos aspectos, é preciso este arranjo de cooperação.

PE-ET - Que resultados práticos são aguardados após a primeira edição do "Cidade Criativa Cidade Feliz"?

Wander - Nós pretendemos realizar um projeto, registrar o que aconteceu. Este projeto será a base para um evento ainda mais qualificado para 2014. Nós já temos uma equipe que vai acompanhar e registrar todos os eventos, construir um projeto para que possamos levar aos órgãos governamentais (governos do Estado e Federal) e poder realizar um evento que inicie no ano que vem em âmbito regional, mas pensando lá na frente em ser um evento internacional. Um outro desdobramento importante é que nós vamos ter momentos de debates, momentos de palestras, que com certeza as pessoas que participarem, os segmentos que participarem, sairão com ideias novas, propostas novas e reflexões novas. Acho que assim cumpriremos nossos objetivos.

PE-ET - Santos Dumont teve que apresentar seu experimento científico, o 14 Bis, numa feira de artes. Sob o argumento de que "não havia mais nada para se inventar", o departamento de patentes norte-americano fechou suas portas. Na virada do Século XIX, a ciência teve pouco ou nenhum apoio; as artes estavam em efusão. Hoje, a relação se inverteu. A corrida pela inovação, produção de papers e registro de patentes virou uma obsessão dos países em desenvolvimento e o apoio às artes ficou em segundo plano. Com o Sr. avalia a questão? É possível dialogar ciência com arte?

Wander - Acho necessário dialogar ciência com arte. Entende-se que existem hoje quatro pilares de desenvolvimento de nossa cidade que são absolutamente necessários sob pena de ficarmos fora do contexto contemporâneo. O primeiro é a ciência e a tecnologia. Se você não tem o domínio delas estará excluído do processo de desenvolvimento no mundo contemporâneo. É fundamental de que você tenha a valorização, o domínio e o incentivo á ciência e por consequente à tecnologia. O segundo ponto é o empreendedorismo, que é a mola propulsora para que as pessoas sonhem, realizem, progridam, inovem. A ciência e a tecnologia com o empreendedorismo dão conta de uma sobrevivência no mundo contemporâneo, de uma ação no mundo contemporâneo, que pode até momentaneamente levar ao sucesso com resultados financeiros. Porém, existe na turbulência deste mundo contemporâneo mais duas necessidades absolutas. A cultura, onde a arte é o principal vetor, que desenvolve a conscientização - não deixa as pessoas alienadas. Humaniza as pessoas - aliás tem um definição de cultura do Papa João Paulo II que dizia o seguinte: "O que é cultura? É tudo aquilo que o homem cria que transforma o homem em mais homem". Trata-se de um processo de humanização. Então, nesse sentido, tecnologia e artes elas se confundem, é uma coisa só, não existe separação. Por fim a ética e a cidadania. Ética no sentido de que precisamos através de um trabalho de educação dotar as pessoas de valores que façam com que elas decidam entre o bem e o mal, entre o vício e a virtude. A cidadania é para aquela pessoa que, ao tomar uma ação, ela entenda que esta ação deva se refletir num bem coletivo. Com estes quatro pilares, acreditamos que as cidades podem se desenvolver de forma harmônica, progredir, mas com qualidade de vida. Enfim, o principal são as pessoas. Estes quatro pilares têm de fazer parte de um processo de desenvolvimento de qualquer comunidade. 

Entrevista e foto: Evandro Carvalho/PE-ET.

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Filial brasileira da Eurofeedback em Santa Rita projeta crescimento de 100% na venda de equipamentos para fotodepilação

A empresa francesa Eurofeedback, líder em tecnologia de luz pulsada para tratamentos estéticos, em especial fotodepilação e foto-terapias, projeta um crescimento de 100% nas vendas em 2013 no mercado brasileiro. Presente no país há dois anos, a Eurofeedback está otimista com os resultados e planeja ampliar o leque de produtos oferecidos no mercado local em 2014, passando a incluir os chamados redutores de medidas.
Um dos maiores diferenciais da Eurofeedback está na tecnologia desenvolvida e na segurança dos equipamentos. A empresa é detentora de 17 patentes (9 só em luz pulsada) e tem mais de 14 anos de experiência no segmento de fototerapia, depilação e rejuvenescimento com uso de luz pulsada. Os equipamentos da Eurofeedback são desenvolvidos por uma área de pesquisa, já que a empresa nasceu em 1989 voltada para a fabricação de equipamentos eletrônicos específicos para as áreas militar e espacial. Em 1994, passou a investir em linhas de produtos para a indústria médica e estética.
Atualmente, com a fábrica em Santa Rita do Sapucaí, no Sul de Minas, e escritório comercial em São Paulo, a Eurofeedback Brasil é a única filial fora da França. No resto do mundo, a empresa conta apenas com representantes. "Escolhemos o Brasil para investir porque conhecíamos um pouco do mercado e sabíamos do potencial e dos desafios, era preciso estar presente aqui para ter preços competitivos", disse Eric Jean Bourgueil, diretor da Eurofeedback Brasil. Entre os desafios está a competição com o mercado asiático, com produtos de baixo custo, mas qualidade também inferior. "A segurança do cliente e a eficácia do tratamento são garantidos somente com equipamentos de qualidade", disse Bourgueil. Mais informações em Português em www.eurofeedback.com /www.innatis.com.br

Cidade Criativa foi destaque na EPTV - Confira

sexta-feira, 22 de novembro de 2013

ASSISTA O PROJETO "LENDAS VIVAS" AO VIVO PELA INTERNET!

PROJETO LENDAS VIVAS SERÁ TRANSMITIDO, AO VIVO, PELA INTERNET. PARA ASSISTIR, BASTA ACESSAR O LINK ABAIXO A PARTIR DAS 13 HORAS DO DIA 23 DE NOVEMBRO - SÁBADO.


A TRANSMISSÃO DO EVENTO É UM OFERECIMENTO DA SAPUCAÍNET, DA MAXINTV, DA ACEVALE E DO INATEL. AGRADECIMENTOS ESPECIAIS AO LUCIANO FERRAZ JURIOLI, AO LUIZ CARLOS LEMOS CARNEIRO, AO MAX E AO RICARDO GALDIKS GARDIM.


LOCAL: PRAÇA SANTA RITA
HORÁRIO: 13 HORAS - 18 HORAS
ENTRADA FRANCA

ATRAÇÕES:
N

Organizadores do Creative Mornings elogiam evento "Cidade Criativa, Cidade Feliz"

Projeto Lendas Vivas acontece neste sábado

APL DE SANTA RITA DO SAPUCAÍ É ASSUNTO DE PALESTRA DA FAI NA II SEMANA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E CULTURA DO IFSULDEMINAS

Professora Sandra Carvalho foi a palestrante convidada para falar sobre o tema aos alunos do Campus Pouso Alegre 

Estreitando os laços institucionais com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sul de Minas Gerais, a FAI participou da II Semana de Ciência, Tecnologia e Cultura realizada de 11 a 13 de novembro no campus Pouso Alegre.

Na abertura oficial do evento a vice-diretora professora Silvana Isabel de Lima representou a instituição e participou da palestra de abertura com o astronauta Marcos Pontes. No dia seguinte a FAI foi representada pela professora Sandra Carvalho, palestrante convidada do evento, que apresentou o tema “Arranjos Produtivos Locais: modelo de sucesso para a competitividade de micro e pequenas empresas”. A palestra foi direcionada para os alunos do curso técnico de Administração.

De acordo com a professora Sandra, o evento foi muito bem organizado e os temas escolhidos bem atuais e relevantes e completou: “fiquei muito feliz em constatar a maturidade da turma e o interesse e sede de conhecimento demonstrados pelos alunos. Quero agradecer o convite, a recepção carinhosa e parabenizar a professora Danielle Costa, coordenadora do curso e organizadora do evento, pelo sucesso alcançado.”
clip_image001[1]      clip_image004
Professora Sandra Carvalho e o professor coordenador da sessão recebem homenagem especial da professora Danielle Costa.

A BOLA DA VEZ AGORA É ENGENHARIA DE PRODUÇ

Já estão abertas as inscrições para o vestibular do novo curso da FAI

Depois do sucesso do VESTIBULAR FAI 2014 realizado sábado 23 de novembro para os cursos de Administração, Sistemas de Informação e Pedagogia, a FAI lança agora a campanha do VESTIBULAR ESPECIAL para o novo curso de ENGENHARIA DE PRODUÇÃO.
Com o slogan “A bola da vez de um time campeão”, a campanha utiliza o mesmo conceito de comunicação da campanha anterior, que trabalhou com o tema campeão, passando a ideia da chegada do novo curso que vem se juntar àqueles que já são reconhecidos pela excelência e empregabilidade.

Mercado de Trabalho do Engenheiro de Produção
A Engenharia de Produção tem experimentado forte crescimento no número de cursos e matrículas no Brasil. Um dos principais motivos que explicam esse crescimento é o fato de que as empresas têm dado maior valor a profissionais que atendam, simultaneamente, às principais necessidades das organizações: conhecimento técnico, científico e de gestão.
Reportagens de revistas como Exame, Isto É e Veja, e de jornais como Folha de São Paulo, apontam a Engenharia de Produção como a Engenharia com as melhores perspectivas de mercado de trabalho. Em grandes universidades do país a Engenharia de Produção tem sido um dos cursos mais disputados no vestibular.
O mercado de trabalho para o Engenheiro de Produção no Brasil e no mundo encontra-se em expansão devido, principalmente, a grande gama de áreas de atuação onde o profissional com boa formação tem espaço garantido no mercado de trabalho. O Engenheiro de Produção pode atuar em inúmeras áreas profissionais. Dentre elas, destacam-se: Engenharia de Processos, da Qualidade e de Produtos; Engenharia Ambiental e de Segurança; Gestão de Projeto, Financeira e Tecnológica, Administração, docência e pesquisa; etc. Especificamente na nossa região, existe grande e crescente defasagem entre a oferta e a procura por Engenheiro de Produção, pois a vocação tecnológica fortemente presente, já não é suficiente para responder a um ambiente de alta competitividade caracterizado por uma economia globalizada.

Vestibular Especial Engenharia de Produção FAI
O ingresso da primeira turma do novo curso será por meio de um vestibular especial que será realizado no dia 18 de janeiro de 2014. São 60 vagas para o turno da manhã e 60 vagas para a noite. As inscrições já estão abertas e os candidatos poderão se inscrever pelo site www.fai-mg.br. Quem quiser usar a nota do ENEM, deverá fazer a inscrição até o dia 10 de janeiro. A FAI também receberá alunos pelo PROUNI e adotará o financiamento estudantil FIES já praticado para os outros cursos. Mais informações poderão ser obtidas pelo telefone 3473-3013 ou pelo email vestibular@fai-mg.br.

quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Inatel vence Prêmio Guia do Estudante Destaques Inovadores 2013

O Inatel foi o vencedor do Prêmio Santander Universidades - Guia do Estudante Destaques Inovadores de 2013, na categoria “Parceria com o setor privado”. O projeto premiado foi o conjunto de serviços ao mercado de tecnologia oferecidos pelo Inatel Competence Center (ICC). O Instituto concorreu com mais de 1200 projetos de todo o país, em um total de mais de 16 mil projetos inscritos nas diversas categorias do prêmio. 

http://www.mailingplus.com.br/deliverer_homolog/arq/cli/arq_793_138785.JPG

A premiação ocorreu na terça-feira, dia 19 de novembro, em São Paulo, no Grand Hyatt. A cerimônia foi apresentada pela jornalista Christiane Pelajo e  contou com a presença de reitores de instituições de ensino de todo o país, representantes do governo estadual e federal, entre eles, o Ministro da Educação, Aloísio Mercadante.

De acordo com o diretor do Inatel, professor Marcelo de Oliveira Marques, este prêmio mais uma vez demontra a seriedade e a competência de todos os profissionais, alunos, professores e colaboradores que contribuem na construção do modelo pedagógico de sucesso do Inatel. “Pelo segundo ano consecutivo, a nossa instituição tem o reconhecimento de todo o projeto de integração com o mercado, desta vez, no maior prêmio para as universidades brasileiras. Que toda a nossa comunidade, todos aqueles que fazem do nosso projeto pedagógico um sucesso, se sintam muitos felizes, por que esta é uma das maiores conquistas da história de nossa instituição”, diz. 

http://www.mailingplus.com.br/deliverer_homolog/arq/cli/arq_793_138786.JPG

Para o pró-diretor de Desenvolvimento de Tecnologias e Inovação, professor Carlos Augusto Rocha, vencer este prêmio é uma grande alegria para toda a comunidade Inatel e em especial para todos os colaboradores do ICC. “Foram mais de 16 mil projetos apresentados e o projeto do Inatel Competence Center ser reconhecido e vencedor nesta modalidade, para nós é uma grande vitória que demonstra o profissionalismo e seriedade com que todos executam suas atividades. É um trabalho em equipe e só temos a agradecer por mais esta conquista”, comenta.

Prêmio Santander Universidades

O Prêmio Santader Universidades é o maior reconhecimento aos trabalhos desenvolvidos pelas Universidades Brasileiras. A premiação incentiva projetos relevantes de alunos, professores, pesquisadores e instituições de ensino superior.

Lançado em 2005, em nove edições foram cerca de 29 mil inscrições, 98 projetos reconhecidos e R$ 5 milhões em prêmios.

Em 2013, os melhores projetos premiados receberam 2 milhões em prêmios e bolsas de estudos internacionais. Ao todo, foram quatro premiações: Prêmio Santander Empreendedorismo, Prêmio Santander Ciência e Inovação, Prêmio Santander Universidade Solidária e Prêmio Guia do Estudante – Destaques do Ano.

terça-feira, 19 de novembro de 2013

Alienígenas invadem Santa Rita do Sapucaí

Hoje, enquanto caminhava para ir ao trabalho, me deparei com um alienígena todo prateado na Avenida Sinhá Moreira. Ao me aproximar da figura intergalática, tentei imaginar como faria para me comunicar com um ser de outro planeta e me veio à cabeça o cumprimento usado em filmes de ficção científica para dizer que estava tudo em riba.

Assim que cheguei à porta do Ginásio Alcidão, o sobrinho do ET de Varginha - parecido com o Vladas do Bife de Ouro - esticou uma das mãos e falou em português bem claro: "Seja bem-vindo ao planetário, terráqueo." Foi aí que lembrei que havia começado, no dia anterior, um Festival de Criatividade e Inovação conhecido como "Cidade Criativa, Cidade Feliz".

Um convite ao desconhecido

O evento que teve início no dia 18 de novembro - mais precisamente ontem - irá se estender até o domingo com dezenas de atividades para todos os gostos e idades. Ao contrário do que muitos matutam, o bacana de participar de um projeto dessa natureza é, justamente, se aventurar por mundos que temos pouca afinidade. Muitas vezes, é nessa onda de desbravar assuntos diferentes que a criatividade aflora e podemos aplicar soluções inusitadas às nossas vidas, sem fazer os exercícios cafonas do Lair Ribeiro.

Os alunos das escolas, por exemplo, têm recebido incentivo dos professores para participar de palestras sobre turismo, cultivo do café, inovação e criatividade. Quando se conectam com outras temáticas esses garotos têm a oportunidade de aplicar as habilidades em outros campos e ampliar o seu repertório.

Um mundo de atividades
Haverá planetário para visitação de crianças e adultos.
Além do planetário que irá mostrar - em uma instalação bacaníssima montada no Alcidão - como somos pequenos diante desse "universão véio sem porteira", será promovido um tour pela cidade, onde os visitantes poderão conhecer as instituições de ensino, o condomínio de empresas, as usinas da Cooperrita e a Incubadora de Empresas. Outro projeto bem interessante é um curso chamado "Cozinha Brasil", com início às 14h horas, em frente ao campo. 

Vinho 90 pontos em Santa Rita?

O dia está lindo e há muita coisa a fazer. Isso não quer dizer que, ao anoitecer, a caldeirão cultural tenha esfriado, muito pelo contrário. Hoje é dia da aguardada palestra de Diego Parra, vindo diretamente da Colômbia para Santa Rita. Em uma exposição sobre a estratégia adotada na terra de Valderrama para agregar valor ao café e fortalecer o turismo, o estrategista da Sancho BBDO irá mostrar como seu país deu uma guinada e se transformou em referência mundial no setor. Repetindo... isso pode ser interessante do menino que sonha em montar uma venda ao agricultor que busca conhecer as alternativas do seu setor. Criatividade é isso... aplicar soluções inusitadas para algo improvável.

Figuras extraordinárias estarão na Praça Santa Rita

Acreditem... embora não sejam muito conhecidos do grande público, os palestrantes do Cidade Criativa são "caxxca grossa" e têm muita coisa a dizer - seja qual for o seu interesse. Amanhã, a partir das 14 horas, haverá uma palestra com Murillo de Albuquerque que irá contar como a nossa região pode agregar valor à agricultura através da produção de vinhos finos, a exemplo de outras cidades da Região. Santa Rita produzindo vinho 90 pontos... Interessante, não? Também na quarta-feira, às 19 horas, no Inatel, haverá um painel sobre "Tecnologia e Inovação". Na quinta, mais uma palestra sobre criatividade criada para quem quer expandir os horizontes. Um professor da Universidade de Viçosa, Paulo Tadeu fará uma oficina sobre "Cidades Criativas" no Prointec. Aos moradores de Santa Rita, só uma dica: aproveitem ao máximo tudo o que está sendo promovido pelas instituições locais! Participem de todas as atividades possíveis! Vocês só têm a ganhar...
Os mineiros "enganaram a parreira" para produzir vinhos incríveis no sul de Minas. Que tal aprender um pouco sobre esta técnica e sobre as possibilidades de se produzir vinhos finos na região?
Lendas Vivas

O sábado, 23 de novembro, está entre os dias mais agitados e irá apresentar um mundo de atividades. Logo pela manhã, alunos de diversas escolas irão apresentar projetos voltados à criatividades, às ciências e à tecnologia. Às 13 horas, uma grande tenda montada em frente à Igreja Matriz irá trazer algumas das personalidades mais inusitadas de Sucupira! Vocês sabiam que o neto do Zeppelin, inventor do lendário dirigível alemão, mora em Santa Rita? Em meia horinha, ele vai contar como foi que desembarcou em terras brasileiras. Ao seu lado, uma senhora muito simpática que, quando criança, viu de perto do Zeppelin. Também teremos a participação de um curioso pintor cuja especialidade é o universo das abelhas, um pracinha da II Guerra, um sobrevivente dos campos de concentração da Ilha de Java, dois maratonistas santa-ritenses, uma senhorinha de 100 anos com memória espetacular, um monsenhor que acompanhou e participou de quase tudo o que aconteceu por aqui, um historiador membro da família Moreira, dois sobreviventes da queda da ponte que matou diversas pessoas na década de 80 e muito mais. Como todos os outros eventos, este também é gratuito e vai até as 18h.
Quer descobrir como o neto do inventor do dirigível pousou em Santa Rita e conhecer um tanto de histórias bacanas? Não perca, sábado, o projeto Lendas Vivas. É tudo grátis!
O Vale será palco de Festival de Jazz e Soul

A partir das 16 horas, acontecerá em frente à pracinha da ETE FMC outro evento na faixa chamado "Vale Music Festival" com presença de artistas de renome internacional. O destaque vai para Zé Nazário, famoso músico de Jazz que gravou "O Clube da Esquina 2" com Milton Nascimento e tocou com músicos de renome como Hermeto Pascoal e Egberto Gismont. Outra atração muito aguardada é também "Sax on the beats": dupla que reúne um saxofonista e um baterista vestidos de panda e Cavalo, respectivamente.
Não julgue pela cara de cavalo. Os caras tocam muito!
Também na noite de sábado, no Teatro Inatel, haverá o espetáculo Divas, promovido pela Academia de Dança de Andrea Falsarella. Apesar de ser o único evento pago do Cidade Criativa, corra para comprar seu ingresso. Como acontece anualmente - o espetáculo tem sempre capacidade esgotada rapidamente.


Carlos Romero Carneiro

Oferecimento:

segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Curso Internacional "Como construir um eBook"


A UAITEC em parceria com as Instituições de Ensino de Portugal: Fundação para a Ciência e a Tecnologia - FCT, Instituto Politécnico de Santarém IP., Universidade Aberta e Universidade de Évora, vem oferecer por meio do MOOC (Massive Open Online Course), o curso "Como construir um eBook". Nele o aluno irá aprender como criar um “electronic book”; ou “livro digital”. Por se tratar de um livro não impresso, o eBook pode ser tanto uma versão online de um livro impresso já publicado, quanto uma criação exclusiva para acesso via internet.

MODALIDADE: MOOC
PÚBLICO ALVO: Qualquer pessoa maior de 16 anos que tenha acesso a internet.
QUANTIDADE DE VAGAS: Ilimitada.
PERÍODO DE INSCRIÇÕES: 13/11/2013 a 24/11/2013.
REALIZAÇÃO DAS INSCRIÇÕES: As inscrições serão realizadas e validadas, unicamente, através do site do UAITEC.
INÍCIO DAS AULAS: 25/11/2013

Trata-se de curso Internacional sendo as sessões síncronas agendadas às segundas-feiras, as 12:30 horário de Brasília e as 14:30h (GMT+ 0:00 Lisboa), ou seja -2h em relação a Lisboa.
Para instruções sobre as aulas online clique aqui

EMENTA / CONTEÚDO PROGRAMÁTICO:

Módulo 1- Conhecer: 25 de Novembro a 1 de Dezembro.
Módulo 2- Tornar Acessível: 2 de Dezembro a 8 de Dezembro.
Módulo 3- Publicar: 9 de Dezembro a 15 de Dezembro.
Horários aulas semipresenciais: Segundas-feiras 12:30h
REALIZAÇÃO: UAITEC, Fundação para a Ciência e a Tecnologia – FCT (Portugal), Instituto Politécnico de Santarém IP. (Portugal), Universidade Aberta (Portugal) e Universidade de Évora (Portugal).

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

Festival de criatividade e inovação traz mais de 70 horas de conteúdo gratuito a Santa Rita do Sapucaí, no Sul de Minas

De 18 a 24 de novembro, Santa Rita do Sapucaí, no sul de Minas Gerais, será cenário de um festival inédito, voltado aos temas criatividade e inovação. Chamado ‘Cidade Criativa, Cidade Feliz’, o evento é fruto da parceria e apoio de diversas instituições privadas e públicas da cidade, além de voluntários envolvidos com a causa.
 
Com uma programação de mais de 70 horas de conteúdo, a iniciativa trará atrações de diversos segmentos: negócios, educação, tecnologia, inspiração e cultura. Será um evento para todos os públicos: dos funcionários das diversas empresas ao produtor rural, dos comerciantes aos empresários de tecnologia, das crianças aos estudantes universitários, entre outros.

O evento de abertura terá como destaque a entrega da ‘Comenda Sinhá Moreira’ - uma tradicional homenagem para as empresas que contribuem com o desenvolvimento geral do Vale da Eletrônica. A abertura para o grande público também acontece na segunda, dia 18/11, no Teatro Inatel, com um tributo à música brasileira, interpretado por músicos da cidade, e terá início às 19h.

Durante uma semana, o Festival ‘Cidade Criativa, Cidade Feliz’ receberá atrações e eventos gratuitos em vários locais da cidade. Nos dias 19,20 e 21/11, haverá palestras com profissionais de renome, com temas envolvendo criatividade, inovação e tecnologia. O primeiro é o colombiano Diego Parra, estrategista da agência de publicidade Sancho BBDO, que vai falar sobre como o Marketing vem revolucionando o seu país, principalmente através do turismo e do café. Na quarta, dia 20, o painel ‘Tecnologia + Criatividade: novos rumos para quem quer fazer a diferença’, contará com Caio Del Manto, diretor de marcas da Mondelez Internacional para a América Latina, Antônio Marcio Curi, co-fundador da empresa de games 2 Mundos e e Jeancarlo Cerasoli, estrategista de design e UX na empresa dinamarquesa DesignIt, que vão debater sobre como a criatividade unida à tecnologia pode revolucionar empresas, carreiras e até mesmo um polo tecnológico. Na quinta, dia 21, Arthur Mazzucatto, gerente global de insights da Unilever, e Gustavo Lotufo, fundador da empresa de pesquisa Antennas, abordarão o tema ‘Mantendo a inovação viva’, e apresentarão ferramentas simples que podem ser replicadas por qualquer empresa, de qualquer porte e segmento.

Também haverá palestras focadas em áreas específicas, como a de Murillo Albuquerque Regina, viticultor que vem impulsionando a produção de vinhos finos no Sul de Minas com uma técnica inovadora, de sua autoria, e Giuseppe Forestiero, que falará sobre como agregar valor na cadeia do café, com base em sua experiência de produtor e distribuidor. Haverá também uma oficina sobre o tema ‘Cidade Criativa’, ministrada pelo Prof. Paulo Tadeu Leite Arantes, da Universidade de Viçosa, voltado a profissionais, professores e estudantes ligados à arte, turismo, educação, urbanismo e políticas públicas. No sentido de capacitar os microempresários da cidade, oficinas do SEBRAE serão voltadas a diversos segmentos, como produtores rurais, comércio e indústria e empreendedores individuais.

Além do ciclo de palestras, haverá outro momento para a troca de experiências - uma atração totalmente inovadora, chamada de Projeto Lendas Vivas. Dez personalidades locais contarão suas experiências em apresentações de 30 minutos, no sábado, 23 de novembro. Tudo acontecerá em uma tenda na Praça Santa Rita, onde o participante será ouvido pelos visitantes, de maneira informal.

O concurso cultural ‘Curta Celular’, lançado no dia 28 de Outubro para incentivar a criatividade do público, premiará com notebooks, tablets e celulares os vídeos de até 2 minutos mais criativos, com o tema ‘Cidade Criativa, Cidade Feliz’. Outro Concurso bem diferente segue um modelo criado pela universidade de Stanford, na Califórnia. É o ‘Cabeças Pensantes’, que vai desafiar os participantes a colocarem em prática sua criatividade e visão empresarial, propondo inovações a partir de um produto comum e já consagrado, para facilitar e motivar ainda mais suas vendas no mercado. O grupo autor da ideia mais criativa será premiado com um smartphone para cada integrante. A Olimpíada do Empreendedor Inatel, formada por estudantes dos cursos de graduação, é outro momento em que jovens da cidade poderão colocar a mão na massa para inovar. Um desafio será proposto e os participantes deverão apresentar  uma solução inovadora para o tema.

Na sexta, dia 22, as empresas do programa de Incubação do Vale da Eletrônica receberão seus certificados de graduação em uma cerimônia simbólica. Além disso, serão realizados, ao longo da semana, programas de educação itinerante, com o Ônibus Ecológico EMATER, Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais, com o ônibus Científico EPAMIG, Empresa de pesquisa agropecuária de Minas Gerais, que realizará mostras de tecnologias para o campo, com o Cozinha Brasil, com cursos de educação alimentar, além de um Planetário Educacional, que por meio de recursos lúdicos e interativos, visa desenvolver em jovens e adultos a consciência da necessidade de cuidar melhor do planeta. Outras atrações que completam este eixo do evento é o Open Day, um tour pela cidade e visita a empresas, o Expo Vale, uma mostra de projetos estudantis tecnológicos e de educação lúdica, e a apresentação de Jessica Alcione, que abordará o tema ‘Consciência Negra’.

Cultura também é um dos pontos fortes do festival ‘Cidade Criativa, Cidade Feliz’. Haverá uma apresentação da Orquestra de Cordas do conservatório de Pouso Alegre e da Orquestra Experimental Prodarte, um Encontro Cultural, dia dedicado a shows, exposições, artesanato e caminhada para toda a população. Todas as atrações serão gratuitas, com exceção da tradicional apresentação de fim de ano da academia de dança Andrea Falsarella, que se se uniu ao festival com o espetáculo ‘Divas’.

Nos dias 23 e 24, o Festival de Jazz, Blues e Soul ‘Vale Music Festival’, evento independente mas parceiro do ‘Cidade Criativa, Cidade Feliz’ vai agitar a cidade, com shows gratuitos de bandas regionais e artistas do cenário nacional e internacional, como a principal atração: o Zé Nazário Trio, liderado pelo baterista que dá nome ao conjunto e já tocou com grandes nomes, como Hermeto Pascoal, John Stein e Milton Nascimento.

Para conferir toda a programação, o regulamento do concurso e notícias do evento, acesse a página do Festival em www.facebook.com/SantaRitaCriativa.


O festival de criatividade e inovação ‘Cidade Criativa, Cidade Feliz’ foi construído de forma coletiva, envolvendo diversas empresas e instituições da cidade como Acevale, COMTUR, CooperRita, Emater-MG, Inatel, Secretaria Municipal de Educação, ETE, Secretaria Municipal de Ciência, Tecnologia, Indústria e Comércio, FAI, Prefeitura de Santa Rita do Sapucaí, Sebrae, Secretaria Municipal de Esporte, PE-ET e Sindvel. Também conta com o apoio da Epamig, Leucotron, Rádio D2FM, Sesi Senai, Conselho Municipal de Patrimônio e Cultura, SINDVAS, Câmara Municipal de Santa Rita e com o trabalho de voluntários que se prontificaram para ajudar na organização.

terça-feira, 12 de novembro de 2013

Confira as atrações confirmadas para o Projeto Lendas Vivas

O Projeto Lendas Vivas acontece no dia 23 de novembro de 2013, 
a partir das 13 horas, na Praça Santa Rita. Evento gratuito e parte integrante do Festival "Cidade Criativa, Cidade Feliz"

segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Marieta Coelho e as aventuras de uma jovem de 100 anos

Marieta Vasconcelos Coelho nasceu um ano após o naufrágio do Titanic e pouco meses antes da I Guerra Mundial. Filha do fazendeiro Crescêncio Ribeiro, passou a infância na fazenda Lajeado, localizada nas proximidades de Bela Vista, que ainda pertencia a Santa Rita.
Dona Marieta e a casa onde sua família viveu.
Naquela propriedade, a menina colecionou uma série de aventuras. Em uma delas, aos 10 anos, resolveu atravessar por dentro de uma manilha estreita, com aproximadamente 6 metros de comprimento, e acabou entalada no meio do caminho. Sem poder se mexer, foi preciso gritar pelos familiares até que sua mãe fosse correndo ao encanamento da antiga usina, livrá-la do sufoco. 

Entrar pelo cano, não foi, entretanto, a maior nem a menor arte empreendida por Marieta  Dois anos antes, pediu para a irmã olhar na saída de uma máquina de matar formigas e  ligou a bomba. A vingança da caçula viria na adolescência, quando contou à mãe que Marieta estava mandando recado para um menino do povoado. Ao descobrir que a caçula estava dando com a língua nos dentes, a alternativa foi pedir para outra de suas irmãs trocar de lugar com ela na cama para confundir a mãe. Já de noitinha, quando foi tomar umas chineladas, apanhou a criança errada, que até hoje não sabe o que aconteceu. 

Quando estava na cidade, a família de Crescêncio Ribeiro ficava hospedada em uma antiga casa localizada à Praça Santa Rita, onde, mais tarde, foi sede da prefeitura (atual Banco Itaú). Comprada de Dona Francisca Palma, a entrada era em frente ao jardim e acabou transportada para a lateral. Na varanda, um afresco de Pingulu criava uma composição que misturava aves e paisagens campestres. Como eram pouquíssimos os automóveis, a cidade era repleta de carroças com rodas de madeira que faziam um grande barulho ao trafegar sobre o chão de pedra ou terra batida. Sempre que podia, Marieta ia ao cinema com o tio ou com o cunhado assistir aos concorridos filmes de Tom Mix ou algumas peças de teatro, vindas do Rio ou de São Paulo. Já os circos, armados no terreno onde viria a ser a residência de Dona Nazareth Moreira, também eram muito aguardados. Apesar de morar bem próximo, Marieta morria de medo de encontrar pelo caminho uma senhora com um pratinho de comida e uma caneca na mão, apelidada pela criançada de Maria Louquinha.

Aos 13 anos, Marieta foi para o internato dirigido por Francisco Falcão e Dona Corina. Durante a viagem da fazenda à cidade, uma moça à beira da calçada tirou a atenção de Crescêncio, que entrou com o Rugby direto em um poste da Sul-Mineira. Além dos prejuízos, o cafeicultor ainda teve que escutar a bronca da esposa, enciumada com o acontecido.

A vida no internato não era moleza. As meninas só podiam sair um domingo por mês, ocasião em que vinham à Praça da Matriz. Marieta estudava tanto que quando morreu o senhor Juca Barbosa, um de seus professores, ela olhou pro defunto e pensou: “De que adianta estudar tanto? Esse era professor e morreu...” 
Crescêncio Ribeiro e a Fazenda Lajeado.
Na juventude, Marieta foi convidada a participar de um bloco fundado por Heitor, filho do Cel. Erasmo Cabral. Como a pequena agremiação chamava-se “Bloco dos Namorados” e Irineu Coelho (seu futuro esposo) não dava sinais de chegar de Passa Quatro, a moça aceitou o convite de outro pretendente e fizeram roupas idênticas para desfilar na Baratinha. Tudo corria bem, até que ela viu o amor chegar à Praça: “Você vai me desculpar, mas... “ E foi saindo de fininho, em direção ao verdadeiro namorado. 

Nos finais de semana, era bem interessante o comportamento dos jovens. Enquanto as moças caminhavam numa direção, pela parte interna do jardim, os homens caminhavam no sentido horário. Na parte externa, passeavam as moças da rua do Brejo, frequentadoras das “Casas de Randevu”. “Elas andavam muito bem vestidas. Eram menos escandalosas que as moças de família de hoje.” 

Ao se casar com Irineu, em 1935, Marieta herdou do pai uma parte da fazenda e tiveram 5 filhos. Um deles, Eluízio Coelho, era muito admirado pelas moças e ganhou o apelido que o eternizou. “Quando um circo chegava à cidade era comum ficarem dois moços bonitos na entrada dos espetáculos para atrair as moças. Como o apelido deles era ‘Charuto’, meu filho recebeu o apelido.” Jogador do Industrial e tido como um dos maiores atletas que a cidade conheceu, Charuto ainda é lembrado como uma lenda e teve morte prematura.

No dia 27 de outubro, Vó Eta, como é conhecida, completou 100 anos e continua mais ativa do que nunca. Com uma grande quantidade de netos e bisnetos que enchem a casa, enquanto ela conta suas histórias, esta simpática senhorinha parece dar as costas para o tempo, enquanto nos transporta para um passado cada vez mais distante. 

No dia 23 de novembro, durante o projeto “Lendas Vivas” que levará algumas personalidades santa-ritenses para contar causos na praça, Vó Eta marcará presença e poderá relatar como era a vida no início do Século XX. Oportunidade única de conhecer uma pessoa incrível, dona de uma memória que poucos jovens têm.

(Carlos Romero Carneiro)

Oferecimento:

Inatel promove eventos em homenagem à Independência de Angola

Nos dias 11 e 12 de novembro, os estudantes da Associação de Alunos Angolanos de Santa Rita do Sapucaí, em parceria com o Escritório Internacional do Inatel, promovem dois eventos no Instituto em homenagem ao 38º aniversário da Independência de Angola.

Na segunda-feira, dia 11, os alunos angolanos que estudam no Inatel farão uma apresentação cultural no intervalo das aulas, às 15h10.  Na atividade, os alunos vão dançar músicas do país, recitar poesias e os presentes poderão ouvir o Hino Nacional de Angola. Ao final da apresentação, os organizadores prometem uma grande surpresa.
FÓRUM EMPRESARIAL

O grande marco das comemorações da Independência de Angola no Inatel será a realização do Fórum Empresarial – Negócios na Área de Tecnologia de Angola. O evento ocorre na terça-feira, dia 12, no Teatro Inatel e vai reunir empresários da região para conhecerem as oportunidades que as demandas do mercado de tecnologia que o país africano oferecerem às empresas brasileiras, principalmente, as localizadas no Vale da Eletrônica.

A programação do evento inclui uma palestra com o tema “Crescimento e Desenvolvimento Tecnológico em Angola”, que será ministrada pelo diretor nacional das Telecomunicações do Ministério das Telecomunicações e Tecnologias da Informação de Angola (MTTI), Dr. Eduardo Sebastião. Após a atividade, o vice-cônsul do Consulado Geral de Angola no Rio de Janeiro, Dr. Rosário Gustavo Ferreira Ceita também apresentará uma palestra com o tema “Investimento Privado e Oportunidades de Negócios em Angola”.

De acordo com o presidente da Associação dos Estudantes Angolanos de Santa Rita do Sapucaí (AEA – SRS) e aluno do Inatel, Daniel Alfredo Quiteque, o objetivo do evento é apresentar a realidade atual do mercado angolano e mostrar quais são as oportunidades de negócios existentes no país. “Consideramos que esta é uma grande oportunidade para podermos fazer esta aproximação do mercado de tecnologia angolano com o de Santa Rita do Sapucaí”, diz.

PARCERIA

Os eventos em comemoração à Independência de Angola no Inatel fazem parte de uma sólida parceria entre o Inatel e o governo do país africano. O Inatel promove diversos projetos em parceria com instituições angolanas, como Ministério das Telecomunicações e Tecnologias da Informação, MSTelecom, Instituto Nacional de Telecomunicações de Angola – Itel, Movicel,  Televisão Pública de Angola e  Instituto Superior para as Tecnologias da Informação e Comunicação (ISUTIC), que teve todo o projeto acadêmico e de gestão desenvolvido pelo Inatel. 

Os testes com o padrão nipo-brasileiro de transmissão digital em Angola, uma parceria do Inatel/Governo Brasileiro/Linear, foram coordenados pelo Inatel, que também oferece um curso de pós-graduação em Redes e Sistemas de Telecomunicações no país africano. Além disso, atualmente, cerca de 30 estudantes angolanos estudam no Inatel.

Alunos da ETE são destaque no Jornal Hoje em Dia

Clique na imagem para ampliar.